segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Minha mulher meteu com meu irmão

Meu nome é Fernando e minha esposa é Maura. Estávamos em uma casa de campo da familia no interior de São Paulo, num final de semana. Como a casa  é aconchegante, também recebemos amigos que ficaram noite adentro jogando e brincando no campo, jogando cartas no galpão. Ja pelas três horas da madrugada, em e minha esposa resolvemos dormir. Porem, meu irmão também iria dormir no mesmo quarto, mas ficou jogando um pouco mais. Eu e minha esposa fomos pro quarto, mas ela estava louca pra transar, colocou uma camisolinha e sem calcinha, entramos debaixo da coberta e transamos antes que meu irmão Renato chegasse. Gozamos e permanecemos deitados e pegamos no sono, porem minha esposa ficou sem colocar a calcinha, e como começou a esquentar, ela acabou tirando a coberta de cima do corpo.



 Meu irmão chegou pouco depois e deitou-se num colchão nos pés da nossa cama. Com o passar do tempo, a escuridão foi ficando mais fraca e dava-se pra ver com perfeição o que  podia ver o que se passava no quarto e não foi diferente com meu irmão que pode ver minha esposa sem calcinha deitada sobre minhas pernas mas permaneceu deitado. Minha esposa, percebeu que ele tinha visto, esperou um pouco. Ele fingiu ter adormecido e ela começou a mexer comigo, pra uma nova transa na intensão de que ele visse nossa atuação. Eu acordei e nem percebi meu irmão ali, e ela sem deixar eu pensar muito, deitou seu corpo sobre  o meu e começou a me esfregar sua linda vagina sobre meu penis que nao demorou subir e mais que depressa, ela sentou e cavalgou deliciosamente minha vara. Foi então que percebi que meu irmão estava deitado no quarto e indaguei-a a parar e para meu espanto, pediu carinhosamente meu silencio, com o xiado no meu ouvido…xxxiiiuuuu e pediu… “mete, meu gostoso”. Confesso que sempre tive tesão em transar com minha esposa na frente de alguém, mas nunca na frente de meu irmão. Em seguida, mesmo sentada na minha pica duríssima,  ela deitou seu corpo sobre  o meu e me beijando, levantou seu delicioso bumbum e com jeito vadia de ser, mostrava sua buceta sendo comida para que meu irmão visse. Nenhum homem resiste a tamanha gostosura, não foi diferente com meu irmão que percebi, mesmo com certo receio, começou a acariciar aquela linda bunda. Com jeitinho de vadia, ela saiu de minha pica e sem falar nada, arrebitou sua buceta deliciosa pra meu irmão que não pensou duas vezes, entrou como uma locomotiva numa estação com seu penis, indo até  o fundo, pois percebi pelo gemido de tesão que minha esposa deu quando sentiu ser penetrada pela pica enorme de meu irmão. Ela me beijou gostoso, beijo tesudo, lambusado e de desejo pela pica que apossou de sua buceta. Não demorou nada e os dois ja estavam gozando. Ela gozou muito, e rebolava gostosamente como se aquela foda fosse a mais desejada em toda sua vida. Se é que não era. Ela com jeitinho tirou a pica de meu irmão de sua buceta e encaixou novamente na minha pica e continuou a me beijar. Meu irmão gozou tanto que a buceta de minha mulher ficou muito melada. Fiquei super excitado em sentir que alguem tinha gozado na buceta de minha esposa e meu tesão também foi muito grande que gozei intensamente e minha esposa gozou novamente comigo.
Depois que gozamos, minha esposa estava cheia de tesão ainda e com a buceta toda cheia de porra, pediu pro meu irmao deitar no colchao do chao e sentou em cima dele fazendo com que seu penis entrasse inteiro na buceta e rebolava gostoso pois estava louca de tesão. Observei minha mulher metendo com meu irmao e não se segurei de tesão,  aproveitei ela de quatro e com cuidado, começei e enfiar no cuzinho dela. Depois de sentir as duas picas ela pediu pra trocar-mos a posição, pois queria sentir meu irmao comendo seu cuzinho. E como seu desejo fora uma ordem, mudamos e ela foi penetrada na buceta e no cuzinho pelos dois irmaos.
Quando gozamos todos, meu irmão voltou a deitar-se nos pes da cama e eu e minha esposa permanecermos grudadinhos.
No outro dia, quando acordamos meu irmão ja havia saido do quarto.  A buceta de minha esposa ainda estava melada e confesso que fiquei excitado novamente, mas ja era dia e estavam todos acordados na casa.
Conversamos os três normalmente no restante do final de semana e não tocamos no assunto. Eu e minha esposa falamos sobre o assunto uma semana depois e chegamos a conclusão que foi a maior delicia termos transados assim. Segundo ela, se repetir, não terá problema. Eu adorei fazer Dupla penetração nela. Adorei ver minha mulher gozando loucamente numa outra pica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário